“Eu sou uma procrastinadora. Entre todas as minhas características que me incomodam, talvez essa seja a campeã. Foi com essa queixa que cheguei ao consultório de Daniel Gabarra, especialista em brainspotting. Depois de uma longa contextualização do problema, ele começou a aplicar em mim a técnica. Primeiro, Gabarra pegou uma antena e guiou meu olhar por alguns pontos no espaço do consultório. Em determinado ponto, um calor e uma sensação de ansiedade me faziam ter vontade de me levantar do sofá. Depois, Gabarra identificou também outro ponto, no qual eu me sentia mais segura e confortável. Meu desafio, durante toda a sessão, foi olhar fixamente para o ponto mais desconfortável e me relacionar com a aflição de pensar em mim como uma pessoa desorganizada e enrolada. Nos primeiros minutos, a ansiedade era enorme. Aos poucos, insistindo no olhar, ela foi diminuindo, junto com meu grau de identificação com os pensamentos. Comecei a pensar nos meus problemas como se fossem de uma terceira pessoa, até que, de repente, eles não me causavam mais nenhum tipo de incômodo. Por fim, já estava totalmente em estado meditativo, com uma visão mais compreensiva sobre minha metodologia de trabalho – que envolve tempo para divagação – e bastante bem-resolvida com isso.”

Por: Raquel Sodré
Comentários